Educação Financeira

Como fazer a contabilidade agrícola da minha fazenda?

23 Oct 20
3 min
01

Assim como em uma empresa, quem tem fazenda procura lucrar com ela. Mas são poucos os que dão atenção à contabilidade agrícola. Saiba por que isso é um erro!

Uma fazenda é também um negócio, não é mesmo? Você precisa ter lucro para continuar firme no mercado. E se ela é igual a uma empresa, a contabilidade se faz fundamental.

A questão é que nem todo mundo se atenta à contabilidade agrícola e a sua importância. Pensando nisso, apresentamos neste blog post os benefícios que ela traz e como colocá-la em prática em sua fazenda.

Boa leitura!

Qual é a importância da contabilidade agrícola?

Assim como em qualquer outro negócio, a contabilidade agrícola auxilia o produtor rural a encontrar o ponto de equilíbrio financeiro da sua fazenda.

Ao saber quanto dinheiro é necessário para cobrir os gastos e obter lucro, você consegue tomar decisões mais assertivas. Assim, é possível planejar e adotar estratégias que buscam a melhora dos resultados.

Como fazer a contabilidade de uma fazenda?

1. Comece com o levantamento patrimonial

Você sabe tudo o que possui em sua fazenda? Se não, comece por fazer um levantamento minucioso de seus ativos (bens e direitos) e passivos (obrigações). Alguns itens que devem constar neste registro são:

  • Capital de giro;
  • Contas a pagar e a receber;
  • Valor de sua fazenda (capacidade produtiva do solo e outros fatores);
  • Máquinas, implementos agrícolas e ferramentas;
  • Silos, galpões e outras construções;
  • Estoque e armazenamento.

Ao ter tudo isso descrito, você identifica qual é o seu patrimônio, podendo fazer um fluxo de caixa. Um ponto importante aqui é não misturar as despesas pessoais com as de atividade profissional. Assim, você terá um melhor controle sobre o seu negócio.

2. Mapeie as entradas e saídas

Nenhum gasto deve passar despercebido. Por isso, você deve anotar todos os pagamentos de manutenção das máquinas, diesel, impostos etc. Inclusive, faça também um controle de entradas, desde a venda da produção de uma cultura até algum extra que você ganha com a venda de mel, por exemplo.

Desta maneira, é possível ver mais nitidamente se a sua receita é maior que as despesas. Até porque o contrário deve acender um sinal de alerta.

3. Entenda os gastos e investimentos

Na contabilidade agrícola, muita gente confunde o que é gasto com investimento. Então, vamos explicar o que difere um do outro:

Gastos

São todas as saídas de dinheiro visando a manutenção do espaço. Isto é, tudo o que sua fazenda emprega para realizar a atividade fim.

Investimentos

Para diferenciá-los dos gastos, é importante fazer a seguinte pergunta: tal despesa agrega valor ao meu negócio? Se a resposta for positiva, estamos falando de um investimento.

No início ,ele até pode representar um gasto, mas à médio e/ou longo prazo, irá gerar lucros maiores. Podemos usar como exemplo a aquisição de uma colheitadeira mais moderna.

4. Desenhe um fluxo de caixa

O fluxo de caixa vai mostrar as entradas e saídas que sua atividade agrícola está gerando. Com ele, é possível identificar qual é o saldo disponível e seu capital de giro, por exemplo. A partir disso, você pode usar o dinheiro da melhor maneira, caso ocorra um eventual gasto.

5. Procure por especialização

Dominar todo o conhecimento que exige a contabilidade agrícola nem é tão simples, ainda mais quando você conta com uma equipe enxuta. Neste caso, para que as informações não se percam, o ideal é recorrer a ferramentas de gestão ou profissionais especializados.

A contabilidade agrícola pode ajudar, e muito, no controle de sua fazenda, se tornando essencial para o crescimento dos seus negócios. Por isso, não deixe este assunto de lado!

Quer ter acesso a mais conteúdos e dicas sobre agricultura? Confira o blog do Consórcio New Holland.

Por New Holland
Oferecemos os melhores consórcios automóveis do mercado, trabalhando há mais de 25 anos no mercado.

Fique por dentro de nossas novidades!